Could create table version :No database selected Sargento Gurgel defende retorno de Bolsonaro ao PSL - Alerta Carioca

Um dos integrantes da ‘bancada da bala’, o deputado federal Sargento Gurgel (PSL-RJ) defende um potencial retorno do presidente Bolsonaro ao PSL.

“Para qualquer partido, a sinalização de um presidente de ter interesse em fazer parte da sigla, por si só, já demonstra o valor que a organização tem. O PSL, em especial, foi uma construção de todos, inclusive do presidente, portanto, o diálogo deve ser permanente”, disse Gurgel.

“A volta do presidente Jair Bolsonaro é algo que eu não tenho competência para decidir sozinho, mas penso que a discussão compete ao presidente Bolsonaro junto com o presidente [nacional do partido] Luciano Bivar e todos da bancada”.

Bolsonaro saiu do PSL no ano passado, depois do começo da guerra interna dentro do partido entre bolsonaristas e os bivaristas, mais próximos ao deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE).

Na longa briga, várias baixas importantes. Joice Hasselmann, então líder do Governo no Congresso, foi substituída pelo senador Eduardo Gomes. Alexandre Frota foi para o PSDB. E por um breve momento Eduardo Bolsonaro e Delegado Waldir disputaram a liderança do partido na Câmara. Hoje o posto é de Felipe Francischini (PSL-PR).

guerra civil do PSL ainda domina a pauta do Conselho de Ética da Câmara, que não faz reuniões desde 10 de março.

Depois de deixar o PSL, Bolsonaro anunciou a criação de um novo partido, a Aliança pelo Brasil. O objetivo era formar o partido até o começo de 2020 para disputar as eleições municipais, consolidando uma rede de prefeitos e vereadores bolsonaristas. Mas a criação da Aliança partido foi um fracasso retumbante.

Escreva um comentário